Conecte-se Conosco

Notícias

Ação do Detran em bares de Ponta Negra alerta para os riscos do álcool e direção

WhatsApp Image at

O Departamento Estadual de Trânsito do RN realizou, na noite de sábado (12), uma operação educativa direcionada aos bares da orla de Ponta Negra.

A ação mobilizou as equipes pedagógicas da Subcoordenadoria de Educação para o Trânsito do órgão e o teatro educativo, que agiram em conjunto levando mensagens de segurança, prudência e prevenção no tráfego, com foco principal a consciencialização para os perigos da mistura álcool e direção veicular.

A atividade educativa se propôs a visitar os bares e conversar com os frequentadores indo mesa a mesa e falando sobre os riscos de conduzir veículo sob efeito de bebida alcoólica. Os técnicos do Detran informaram dados sobre ocorrências causadas por motoristas alcoolizados, alertaram para a legislação que trata sobre o tema, mostraram as punições administrativas e criminais para aqueles que infringem a lei, e principalmente, reforçaram a ideia de se divertir com segurança e se beber não dirigir.

O subcoordenador de Educação para o Trânsito do Detran, Flávio Câmara, informou que cerca de 400 pessoas foram abordadas nos bares da Praia de Ponta Negra durante a noite. “Na ação educativa mostramos a responsabilidade de cada um para a segurança no trânsito, reforçamos os riscos da mistura álcool e direção, e utilizamos o Teatro Educativo que trabalhou mensagens de maneira lúdica com canções abordando a temática da segurança viária”, contou.

A atividade também trabalhou a distribuição de material educativo com informações importantes sobre segurança, legislação, prevenção, direção defensiva e outros temas focados na construção de um trânsito mais seguro e humanizado.

Entenda as punições da lei Seca

A Lei 11.705, aprovada em 2008, ficou mais conhecida como Lei Seca por reduzir a tolerância no nível de álcool no sangue de quem dirige. Com a sanção da nova lei, o Código de Trânsito Brasileiro foi alterado e provocou grandes mudanças nos hábitos da população brasileira. A antiga legislação permitia a ingestão de até 6 decigramas de álcool por litro de sangue (o equivalente a dois copos de cerveja). Quando foi sancionada, a Lei Seca tolerava 0,1 mg de álcool por litro de sangue. Atualmente, o nível é zero.

As punições da Lei Seca incluem multa de R$ 2.934,70, suspensão do direito de dirigir por 12 meses, recolhimento da habilitação, retenção do veículo e, até mesmo, a possibilidade de prisão. Ainda há consequências para o condutor que não realiza o teste do bafômetro ou foge de uma blitz policial. Apesar disso, nenhum condutor pode ser obrigado a soprar o bafômetro.

O condutor abordado em uma blitz da Lei Seca pode passar pelas seguintes situações ao realizar o teste do bafômetro:

– Ter resultado até 0,04mg/L no bafômetro, ficando dentro da margem de erro prevista para os aparelhos. Se isso acontecer, o motorista deve ser liberado para seguir viagem;

– Autuação por infração de trânsito, conforme o art. 165 do CTB (resultado do bafômetro a partir de 0,05 mg/L de ar alveolar) – gera multa de R$ 2.934,70 e suspensão do direito de dirigir por 12 meses;

– Acusação por crime de trânsito, conforme art. 306 do CTB (resultado do bafômetro a partir de 0,34 mg/L de ar alveolar) – ocasiona detenção de seis meses a três anos e a suspensão do direito de dirigir, ou a proibição de obter CNH. E se a pessoa se negar a soprar o bafômetro? Essa conduta também traz consequências. As penalidades pela recusa são as mesmas do art. 165: multa gravíssima multiplicada 10 vezes (R$ 2.934,70) e suspensão do direito de dirigir por 12 meses.

Os Mais Acessados

WhatsApp chat